Danças

Todas as danças e cantares apresentados pelo grupo são fruto da recolha efetuada ao longo de várias anos.

Modas de roda, viras, verde-gaios e outras, animaram muitas e divertidas noitadas do nosso povo em festas e romarias, nos pavilhões e adros de igrejas, nos finais do século XIX.

Os cantares que acompanhavam diversos trabalhos – escamisadas, cavas, vindimas, ceifas…, bem como cantares religiosos – Amenta das almas, Reis, Procissão da ressurreição, são também objecto de preservação e divulgação.

Entre muitas outras, salientam-se:

  • VERDE GAIO GANDAREZ – Moda de romaria, à voz do mandador, cantada ao desafio e dançada “até ás tantas”.

  • REAL DAS CANAS – Moda de roda bairradina, tradicionalmente cantada e dançada nos “pavilhões”.

  • FARRAPEIRA – Dança de romaria à voz do mandador, caracterizada pelo seui passo muito peculiar.

  • VIRA GANDAREZ – “Batido” nos finais de trabalho e em festas, à voz do mandador, ao som das concertinas e cantado ao desafio.

  • VERDE GAIO DE FILAS – Moda bairradina, dançada em filas e com palmas.

  • RODÍZIO – Dança “maluca”, sempre à roda, alusiva aos moinhos de água, só para os que têm pé ligeiro e à voz do mandador!